sexta-feira, 16 de maio de 2008

Windows Se7en mais Próximo

por Raphael Monteiro - Aos usuários proprietários do Windows Vista, última versão do sistema operacional da Microsoft lançada para desktops, podem não ter feito a melhor escolha ao se adiantarem em sua aquisição. Ao participar de evento em Miami, Bill Gates afirmou que o Windows 7 fica pronto “em algum momento de 2009”. Ele evitou responder novas perguntas sobre o novo sistema operacinal e não esclareceu, por exemplo, se fazia referência em ter uma versão de testes pronta ou ter de fato o sistema operacional concluído em 2009.

O Windows Seven ou Windows 7 é um sistema operativo da Microsoft atualmente em desenvolvimento, que será o provável sucessor do Windows Vista. Antes seu nome era conhecido como Windows Vienna ou Windows Blackcomb. Apesar do Windows Vista ter sido lançado no mercado mundial em janeiro de 2007, o Windows Seven (cujo núcleo recebeu o codinome MinWin) já era esperado por muitos que fazem testes com as versões beta do Windows Vista, por isso se diz no meio da informática que o Vista é um sistema que já nasceu morto, assim como foi com o Windows Milenium.

O uso de nomes de lugares como nome de código de produtos é uma tradição na Microsoft. Ao longo das décadas de 80 e 90, várias versões dos seus sistemas operacionais tiveram nomes de cidades, como o Sparta, uma referência a cidade-estado grega Esparta (Windows for Workgroups 3.11), Daytona (Windows NT 3.5), Cairo (Windows NT 5.0 - também conhecido como Windows 2000), Chicago (Windows 95) e Memphis (Windows 98). Porém a empresa quebrou a tradição ao usar o nome de Whistler (Windows XP), uma estância de esqui no Canadá, e Longhorn, que se transformou no Windows Vista. O Windows Vienna/Blackcomb seria o sucessor do Vista até receber o novo nome de código Seven. Vienna é uma homenagem à capital da Áustria, cujo nome é Viena (em português). A Microsoft rebatizou o Vienna para Blackcomb e, por último, adotou o nome de código Seven, por se tratar da sétima edição de seu principal produto. "Isso não reflete uma grande mudança, nós já usamos cidades como nome código no passado", afirmou a Microsoft, em um comunicado de imprensa.

Após o lançamento do Windows XP (NT 5.1), o Windows Seven estava destinado a ser seu sucessor. Contudo, teve o seu lançamento adiado em favor de uma versão provisória, o Windows Vista. O Windows Seven deverá possuir alguns recursos planejados pela Microsoft e que *não puderam ser concluídos (notem o termo usado) no Windows Vista, como por exemplo:

A plataforma de armazenamento WinFS, em adição ao atual NTFS, interface gráfica melhorada, novo menu Iniciar, Windows Sidebar mais poderosa, não se restrigindo apenas aos Microsoft Gadgets, novos efeitos visuais do sistema com novos papéis de parede, ícones, temas, uma nova versão do .NET Framework, foco em tela touch screen e multi touch (para uso em monitores tipo “mesas touch screen”) e arquitetura modular, como no Windows Server 2008. Notem o último recurso, exatamente o mesmo tipo de arquitetura em que sistemas Unix (entre eles o Linux) são programados para melhor desempenho e confiabilidade. Pelo visto até a Microsoft tem se beneficiado dos códigos fonte do Linux.


Compare Preços de: notebooks, mp3/mp4, pcs, monitores, videogames, celulares, câmeras digitais no Buscapé e Bondfaro.

2 comentários:

Flavinho disse...

Parceria?

Fester Blog disse...

Olá! O Fester Blog agora é http://festerblog.com ! Por favor, atualize meu banner! Grande abraço!