segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Discussão: Computação e a Ciência

Já faz alguns dias que tive uma idéia de uma sequência de postagens para o blog mas não vinha tendo tempo de colocá-la em prática, porém hoje irei dar início a essa sequência. Inicialmente vou fazer uma breve explicação do que se tratam essas postagens e a origem das mesmas.  

Dentre as várias disciplinas que venho fazendo durante o mestrado, estou cursando nesse semestre a segunda ministrada pelo professor zéluisbraga . No semestre passado acompanhei a disciplina de Engenharia de Software e nesse semestre estou cursando Técnicas de pesquisa em Ciência da Computação com ele. Você já deve estar se perguntando: "Tá bom Lucas e o que eu tenho a ver com isso?..". Durante essas disciplinas ministradas pelo professor José Luis, realizamos periodicamente várias leituras interessantes sobre temas importantes e então fazemos resumos críticos a respeito desses temas. Embora seja relativamente trabalhoso realizar tais tarefas, o resultado que elas proporcionam no final são muito valorosos. Essas leituras acabam despertando um grande senso crítico sobre esses assuntos, e após debatermos os mesmos dentro de sala, acabamos de vez saindo dos "achômetros" e das opiniões superficiais sobre esses temas para posturas mais sólidas. 

Pois bem, após essa breve explicação da origem desses resumos, a idéia da sequência de postagens é a seguinte: De tempos em tempos, talvez semanalmente (não posso prometer!), irei postar um desses resumos aqui no blog, juntamente com as referências bibliográficas utilizadas nos mesmos. Dessa forma podemos utilizar os comentários para criar discussões interessantes a respeito dos temas abordados. Quem tiver interesse em se aprofundar nos assuntos, vale a pena dar pelo menos uma passada de olho nas referências bibliográficas.

No total, essas sequência de postagens será composta por 12 resumos, sendo 6 de temas relacionados a Engenharia de Software e outros 6 referentes a Técnicas de Pesquisa em Ciência da Computação. Vou dar inicio a essa sequência com os resumos de Técnicas de Pesquisa, sendo que o primeiro tema abordado é o mesmo do título dessa postagem: "Computação e a Ciência".

Espero que gostem da idéia e façam bom proveito dessas discussões!

Universidade Federal de Viçosa
Departamento de Informática
Mestrado em Ciência da Computação
INF 600 - Técnicas de Pesquisa em Ciência da Computação
Resumo nº. 01

Os artigos estudados analisam o que de fato é a Ciência da Computação e buscam dar definições mais concretas sobre os contextos em que ela está inserida, além de tentarem também responder se ela realmente é uma ciência.

Após a leitura de todos os artigos, ficou claro que a categorização de Ciência da Computação varia muito entre as pessoas. Isso se deve muito a formação que tiveram. Alguns relacionam a computação mais com a ciência, outros a identificam mais com a engenharia, outros acreditam que ela é uma ciência puramente matemática, enquanto outros defendem piamente a visão da computação como uma arte.

Na verdade a computação acaba sendo a interseção dessas visões. No primeiro artigo, Paul Graham, um dos inventores do Yahoo! , fez uma analogia muito interessante para definir a computação. Segundo ele, a ciência da computação é igual à Iugoslávia, um conjunto de áreas tenuamente relacionadas, jogadas juntos por um acidente da história. De fato faz muito sentido essa analogia, pois embora haja certa relação entre as áreas que compõe a Ciência da Computação, os estudos realizados por cada uma delas possuem focos bem diferentes, causando inclusive divergências entre pesquisadores de linhas de pesquisa diferentes ao analisarem assuntos em comum.

É muito errada a visão de que a Ciência da Computação só estuda problemas criados pelo homem e que por isso não seria uma ciência. Com o passar dos anos, a computação esta cada vez mais se estendendo a estudos ligados a outras áreas como a biologia e a física e com isso está inaugurando novas linhas de pesquisa como, por exemplo, a bioinformática. Ciência da computação na verdade é o estudo dos processos de informação, natural e artificial. Segundo Denning [4], quanto mais estudos em computação são feitos, menor fica a distância entre a computação e outros campos da ciência.

O intercâmbio da ciência da computação com outras áreas traz ganhos bilaterais, pois os estudos em computação são voltados para a aplicação de processos de informação para solucionar problemas ou sanar deficiências em outras áreas, através da aplicação dos fundamentos da computação. Para alcançar tais objetivos, pesquisas são realizadas e novos modelos computacionais acabam surgindo ou sendo aprimorados. Ao final, tanto os conhecimentos em computação, quanto os da área na qual ela foi aplicada, tendem a ter uma evolução. Um exemplo ideal para demonstrar como esse intercâmbio traz ganhos bilaterais é o Projeto Genoma [2]. Além dos grandes avanços que se tiveram em bioinformática, áreas como a biologia e a medicina também foram muito beneficiadas, pois sem o auxílio computacional, seria praticamente impossível mapear aproximadamente 80 mil genes que compõe o corpo humano e a partir dessas informações terem a possibilidade de entender melhor como funciona nosso corpo, fazendo assim diagnósticos mais precisos de algumas doenças, por exemplo.

Segundo estudo realizado por Walter Tichy [1] em artigos de Ciência da Computação publicados antes de 1995, aproximadamente 50% desses trabalhos propôs modelos ou hipóteses sem ao menos testá-los. Isso vai totalmente contra o que propõem o paradigma científico, onde toda hipótese deve ser testada para assim tornar possível a criação de modelos. Talvez essa forma errada que se fazia pesquisa em computação justifique tantas previsões erradas que aconteceram no passado da área.

A aplicação do paradigma científico na Ciência da Computação está sendo cada vez mais intensa e com isso a computação vem ganhando mais credibilidade. Atualmente sua aceitabilidade como uma ciência é muito superior à de décadas passadas.

De uma maneira geral, após a leitura de todos os artigos, ficou claro que a Ciência da Computação não só é uma área da ciência, como também é indispensável pra fazer ciência em outras áreas de conhecimento.

Referências

[1] Tichy, W. Should computer scientists experiment more. IEEE Computer (May 1998), 32–40.

[2] Projeto Genoma. Disponível em: Acesso em 21 ago. 2010.

[3] Denning, P. Is computer science science? Commun. ACM 48, 4 (Apr. 2005), 27–31.

[4] Denning, P. Computing is a natural science. Commun. ACM 50, 7 (July 2007), 15–18.

[5] Denning, P., and P. Freeman. 2009. Computing’s paradigm. Communications of the ACM 52: 28–30.

[6] Shagrir, O. 1999. "What is Computer Science About?" The Monist 82(1): 131-149.

4 comentários:

Alexandre Romanelli disse...

Bacana essa ideia. Estou aprendendo muito com o Zé Luis e nossas discussões em sala de aula nesse semestre. Acho até difícil não passar adiante esse conhecimento que estamos construindo; sinto vontade de falar pra alguém o que se passa em nossa sala e acabo falando com meus alunos ou para alguns professores mais próximos.

Parabéns pelo blog!

Augusto Souza disse...

Muito bom o post. Posso te falar, na área das ciencias agrárias, que a computação só tem otimizados processos e facilitado a agricultura que tem que ser cada dia mais exigente em qualidade e quantidade para atender a demanda mundial. Hoje temos tratores guiados por GPS, análise automática da qualidade do solo e dentre outros quesitos. Parabéns!!

Lucas Vegi disse...

Muito obrigado pessoal!
Estou ficando muito feliz pela repercussão positiva que minha idéia está tendo.

José Luis Braga disse...

Parabéns, Lucas. Essas idéias merecem ser difundidas, e eu não acho tempo para fazer isso no meu blog, acabo achando que o assunto não interessa muito, porque já lido com ele há muito tempo, é rotina. Espero que outros colegas seus sigam o mesmo caminho, todo ano são vários trabalhos interessantes que poderiam ser divulgados dessa forma. Divulga na lista... abraco,